Notícias

28/11/2018 18H12 Curso Auxiliar Administrativo e Financeiro de Empresas Rurais certifica 33 Jovens Aprendizes SENAR/SPRLEM

O curso Auxiliar Administrativo e Financeiro de Empresas Rurais do Jovem Aprendiz, polo Luís Eduardo Magalhães certificou em 20 de novembro, no Auditório do Sindicato dos Produtores Rurais de Luís Eduardo Magalhães – SPRLEM, 33 jovens concluintes.

O curso Auxiliar Administrativo e Financeiro oferecido pela primeira vez em Luís Eduardo Magalhães, teve duração de 10 meses e contou com a parceria entre Sindicato dos Produtores Rurais de Luís Eduardo Magalhães – SPRLEM, Serviço Nacional de Aprendizagem Rural – SENAR e os Grupos Franciosi, Castilhos, Agronol, Fazendas Canaã e Alvorada.

Os Jovens Aprendizes com idade entre 18 a 22 anos participaram durante seis meses das aulas teóricas do curso, no SPRLEM e na segunda etapa, os jovens foram encaminhados para as empresas rurais parcerias onde desenvolveram as atividades práticas.

A coordenadora pedagógica do SENAR, Daniella Lago destacou durante a certificação, a importância do curso para os jovens e a diferença que o mesmo faz tanto na vida profissional quanto pessoal de cada um.

“Estou muito feliz em poder acompanhar o crescimento de vocês e o desenvolvimento de cada um, tanto na parte teórica, quanto na prática durante este período. Nesta primeira experiência tivemos ótimos resultados, o crescimento profissional e pessoal de vocês é bastante significativo e hoje temos a sensação de dever cumprido. Acreditamos que aqueles que se identificaram com o setor produtivo, com a rotina de trabalho do agronegócio, já sabem o caminho e as qualificações que precisam ter. Os que não se identificaram, fica a experiência e a certeza que o aprendizado será referência durante a vida profissional. Desejo sucesso a todos vocês”, falou.

A Jovem Aprendiz, Luísa dos Santos Britski agradeceu a todos e destacou a importância da oportunidade dada aos jovens.

“Primeiramente quero agradecer a Deus por ter me ouvido, a meus pais por me ensinar o caminho certo, o Senar pelo conteúdo teórico com profissionais capacitados e de qualidade, e a empresa pela oportunidade de me fazer conhecer o mercado de trabalho, por abrir um leque de oportunidades para meu futuro e me deixar mostrar o que eu sei fazer de melhor, tive muito aprendizado, aprendi muito. Esta forma de incrementar jovens ao mercado de trabalho é um ótimo projeto e uma excelente forma de descobrir novos talentos. Desejo que as empresas continue acreditando que ainda existam jovens com habilidade a serem desenvolvidas e que precisam desta oportunidade para mostrar o seu potencial”, destacou.

A Jovem Aprendiz, Caroline Souza Silva destacou que em primeiro lugar ela acredita que nada é melhor que reconhecer, e isso é difícil de não fazer quando se trata do Senar.

“Foi de grande alegria para mim, como uma jovem dessa cidade ter tido a oportunidade de me inserir no mercado de trabalho através do Senar. Participar do curso no Sindicato foi de longe uma grande oportunidade não apenas de conhecimento, mas também de experiência de vida. Acredito muito que esse aprendizado faz a diferença na vida de quem participa e agradeço ainda mais as empresas por investirem nos jovens como eu, que tem sonhos e só precisam de uma primeira porta aberta pra honrar o investimento e mostrar que a nossa geração alimenta a esperança para um futuro melhor”, falou Caroline.

O Programa Jovem Aprendiz Rural foi criado em atendimento a Lei de Aprendizagem nº 10.097/2000 que consiste em preparar jovens para o mercado de trabalho em consonância com as necessidades das empresas que exploram atividades rurais e os requisitos da legislação em vigor.

Tem por objetivo incluir, capacitar e promover o desenvolvimento profissional de jovens, oportunizando a formação profissional rural, capacitando-os para o ingresso no mercado de trabalho.

Podem participar do Programa de Aprendizagem do SENAR Bahia, jovens com idade entre 18 anos completos e 24 anos incompletos, que tenham concluído ou estejam cursando o ensino fundamental ou médio.

 

ASCOM
Sindicato dos Produtores Rurais de Luís Eduardo Magalhães – SPRLEM