Notícias

09/07/2020 17H25 CTR da Soja antecipa plantio para primeiro de outubro

 

Aconteceu em 02 de julho, uma reunião do Conselho Técnico Regional de Controle da Ferrugem Asiática da Soja – CTR para definição do calendário de plantio, colheita e vazio sanitário da soja no estado da Bahia. A sessão virtual reuniu representantes de instituições do agro, representantes de instituições de pesquisa e extensão, Ministério da Agricultura, Secretaria de Agricultura e Agência Estadual de Defesa Agropecuária da Bahia – ADAB.

Após solicitação dos produtores, onde foi destacada a instabilidade pluviométrica na região, que tem prejudicado os resultados na hora da colheita, o voto de todas entidades foi de aprovação pela antecipação da data da semeadura para 01 de outubro deste ano, ficando mantido a data de 31 de dezembro de 2020 para a conclusão desta etapa. Os produtores que quiserem optar pela antecipação deverão obter junto a ADAB autorização mediante a assinatura do Termo de Compromisso e apresentação do Plano de Trabalho. Para os demais produtores que não aderirem a antecipação da semeadura, continua valendo o calendário estabelecido na Portaria Nº 235 de 15/08/2017.

De acordo com o diretor-geral da ADAB, Maurício Bacelar, a decisão de antecipação do plantio fica válida apenas para a safra 2020/2021, após esse período, os prazos serão reavaliados para atestar se aumentou ou não a incidência da ferrugem asiática e o monitoramento será executado de forma contínua visando acompanhar a situação de perto.

O período do vazio sanitário para o ano de 2021 não sofrerá alteração, permanecendo a data de início em 01 de julho de 2021 e final dia 07 de outubro de 2021.

Para o presidente do Sindicato dos Produtores Rurais de Luís Eduardo Magalhães – SPRLEM, Cicero Teixeira, a antecipação do plantio foi uma decisão debatida à exaustão, onde foram apresentadas as particularidades da região e decidido de forma para que melhor atenda às necessidades dos produtores.

A vice-presidente da Federação da Agricultura e Pecuária da Bahia, Carminha Missio destacou que a reunião foi bastante produtiva, e que as discussões levantadas foram muito importantes, pois de forma democrática foi decido entre as duas propostas apresentadas: primeira proposta: início da semeadura em 01 de outubro de 2020 e final em 15 de janeiro de 2021. E segunda proposta: início da semeadura em 01 de outubro e final em 31 de janeiro de 2020.

“Nós do Sistema Sindical optamos por apoiar os estudos técnicos científicos e também a sugestão do Ministério da Agricultura, decidindo por iniciarmos o plantio em 01 de outubro e finalizarmos em 31 de janeiro de 2020, pois os estudos nos mostram que se adentramos ao mês de janeiro se torna mais arriscado por termos uma incidência maior da ferrugem. Enfatizo que o Sistema Sindical se preocupa em atender aos anseios dos produtores, mas sempre preservando a ciência e a tecnologia”, disse Carminha.

Participaram da reunião virtual, o secretário estadual da Agricultura, Lucas Costa, o superintendente do Ministério da Agricultura, Paulo Emílio Torres, o presidente da Aprosoja Bahia, Alan Juliani, a vice-presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado da Bahia – FAEB, Carminha Missio, o presidente do Sindicato dos Produtores Rurais de Luís Eduardo Magalhães – SPRLEM, Cícero Teixeira, o representante da Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia – AIBA, Luiz Antônio Pradella, o presidente da Associação Baiana dos Produtores de Algodão – Abapa, Júlio Busato, e o representante da Universidade do Estado da Bahia – Uneb Barreiras, Marco Antônio Tamai.

 

ASCOM

Sindicato dos Produtores Rurais de Luís Eduardo Magalhães – SPRLEM